business meeting, meeting, business

3 dicas para criar uma rede colaborativa na empresa

Selma é gestora de uma empresa média que alcançará um número expressivo de 50 pessoas no time, até o fim deste mês. Junto com os sócios e os demais executivos da empresa ela já passou por situações onde a comunicação foi falha e isso resultou em perdas sensíveis.

Em uma reunião entre os gestores ficou claro para todos que havia a necessidade constante de se fazer conexões entre os diversos grupos de pessoas da empresa para facilitar a transmissão de informações internas. Até aquele momento todos estavam de acordo com aquela decisão estratégica de se trabalhar comunicação por lá, mas era preciso que as conexões fossem feitas de forma correta e evitar tropeços irreparáveis.

Mesmo o mais insignificante deslize em um processo de comunicação poderia gerar muito disse-me-disse, e aí todo o trabalho iria por água abaixo!

Selma se apresentou para fazer uma análise minuciosa da atual situação da empresa, e todos gostaram da ideia. De imediato ela teve a iniciativa de procurar especialistas nesta área e que já haviam lidado com isso em outras empresas do porte da sua.

A grande “sacada” que veio de imediato (logo na primeira reunião com aqueles especialistas) foi a de que o principal meio de comunicação utilizados para conectar os diversos membros de uma empresa deveria ser de ESTRATÉGIA DE COLABORAÇÃO.

Uma tecnologia colaborativa auxiliou no compartilhamento de ideias entre os grupos da organização que não estavam conectados pelos serviços realizados. Passou a acionar membros que ainda não possuíam contato e reduziu erros que poderiam acontecer devido à falta de comunicação entre as partes interessadas. E mais… também ajudou nos processos de inovação da empresa, integrando colaboradores, clientes e fornecedores em uma mesma plataforma online, favorecendo o feedback e o aperfeiçoamento dos serviços.

Todos estavam exultantes, pois decidiram que a área de RH seria alvo de um reposicionamento mais estratégico, com a finalidade de interagir com as diversas áreas da empresa e perceber quais equipes precisariam de auxílio. Além disso (finalmente, depois de anos de dúvidas em como fazer aquilo) seria possível saber a opinião dos funcionários sobre a situação da empresa, conhecer  melhor as preferências de cada um e fazer adaptações, quando necessário, para um melhor ambiente de trabalho.

Recentemente Selma deu uma estrevista e compartilhou as 3 maiores dicas que aprendeu com esta decisão acertada em sua empresa:

DICA 1

Busque a aprovação dos membros da equipe

É importante que a sua rede colaborativa seja aprovada por todos os membros da organização — ou pela maioria deles. De nada adianta tentar conectar todas as equipes da empresa se as mesmas não estão de acordo com a estratégia de colaboração implantada. É preciso que todos participem, pois somente assim a comunicação será eficiente e o objetivo da implantação da rede colaborativa será atingido.

DICA 2

Implemente fóruns de discussão

Uma rede colaborativa tem como objetivo facilitar a conexão entre os membros da empresa, os fornecedores e clientes, mas é preciso cuidado no momento de discutir alguns assuntos! Seus clientes não precisam saber sobre os problemas internos da empresa, assim como alguns setores não precisam estar por dentro das dificuldades de negociação com os fornecedores. Crie fóruns de discussão específicos para determinadas equipes, segmentados por áreas ou temas, com isso você facilitará sua comunicação e poupará os demais setores de problemas que não são da alçada deles.

DICA 3

Utilize plataformas tecnológicas

Ao implementar uma infraestrutura de colaboração em sua empresa, opte por aquelas que possuam tecnologias mais avançadas, que permitem a participação de um grande número de pessoas. Com isso será fácil se comunicar e se fazer entender. Busque ainda por redes colaborativas que tenham integração com outras ferramentas, como aplicativos do Google, por exemplo.

Hoje Selma tem prazer em dizer que, em seus conhecimentos profissionais, ela se vê como uma gestora de Comunicação Colaborativa. Assim como ela, ao seguir essas dicas práticas você terá sucesso ao implantar uma rede colaborativa em sua empresa.

Se você desejar trocar idéias sobre este assunto venha conversar conosco!

Fale com os nossos especialistas pelo link: http://bit.ly/contatoattua

Jorge Pinheiro

Consultor Sênior da Attua Gente e Gestão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nós sabemos o que sua empresa precisa em RH!

Faça seu Diagnostico de RH gratuito e de o primeiro passo nessa trilha!